CARTA DENÚNCIA DO GRUPO TERRA LIMPA E ECOTRIBO AO PNT - EM 21/12/05

 

Rio de Janeiro, 20 de dezembro de 2005

 

 

À Chefia do Parque Nacional da Tijuca

Estrada da Cascatinha, 850- Alto da Boa Vista- R.J. - CEP:20531-590

 

A/C Sra. Sônia Peixoto

 

Prezado Sra.:

 

Encaminhamos , abaixo, denúncia de irregularidades existentes nas Trilhas da Pedra da Gávea e entorno do Setor C do PNT. Conforme material explicativo em anexo, o Projeto “Pedra da Gávea, amando e preservando” , idealizado pelo Grupo Terra Limpa há 2 (dois) anos, vem sofrendo sucessivos prejuízos pelos motivos que descrevemos a seguir:

 

•  O vandalismo de alguns visitantes que picham, destroem e arrancam placas informativas e educativas que instalamos é uma constante;

 

•  A retirada de degraus (de madeira caída da própria região)de contenção de erosão já se tornou rotina em vários trechos da trilha, prejudicando

a redução do impacto ambiental promovido pela água pluvial e pisoteamento dos visitantes;

 

•  Destruição de fechamento de atalhos em trechos críticos da trilha, que já se encontravam em adiantado processo de recuperação;

 

•  Em outubro de 2005 flagramos dois moradores da região derrubando quantidade significativa de bambus nativos;

 

•  Constatamos que, próximo ao “Portal Bhadezir”, um trecho de trilha desabou, oferecendo risco de vida aos excursionistas, ocasionando

abertura de novas rotas alternativas sem segurança e aumentando ainda mais a erosão local. É imprescindível a visita imediata de equipe técnica

especializada em contenção de encostas;

 

•  A presença de cães (sem focinheira) em vários trechos da trilha é fato corriqueiro (em recente enquete realizada registramos mais de 8

espécies no local.

 

•  Segundo moradores do Condomínio Sorimã e seguranças que trabalham no local, algumas trilhas de acesso à Pedra da Gávea são utilizadas

como rota de fuga de marginais que assaltam residências na região;

No dia 23.11.05, um morador da Barra da Tijuca e freqüentador da trilha (que não quis se identificar) ameaçava retirar os degraus de contenção

instalados e demais melhorias implementadas, além de incitar seus 02 (dois) cães contra a equipe do Projeto. Gritando palavras de ordem: -“

Esse morro é meu” e –“Não quero ninguém trabalhando aqui”, hostilizou os voluntários do Projeto e os Brigadistas do PrevFogo, que nos

apoiavam na atividade.

Ao final do dia, constatamos a retirada de 03 (três) degraus de contenção.

Certo da impunidade, este ser provinciano agia de forma irresponsável e leviana, apesar de nossos esforços de abordagem para explicar-lhe as

ações do Projeto.

Ambientalistas, Voluntários do PNT e Excursionistas, registram aqui toda a sua indignação com os fatos ocorridos e reivindicam, principalmente,

fiscalização urgente no local, além de outras ações que venham modificar o quadro de abandono por parte do órgão responsável.

Para tal, colocamo-nos à disposição para mais esclarecimentos e para ajudar no que estiver ao nosso alcance .

 

 

Marcus Vinicius B. Souza - Ecotribo Eventos e Promoções

www.ecotribo.com

[email protected]

Ministério do Turismo: 85490679700 8207-8025

Tel.: 9923-4448

 

Ivan Jorge do Amaral - Grupo Terra Limpa

[email protected]

Tels.: 2252-3402